Após escandalos, Facebook vai depor ao congresso americano sobre proteção dos dados

 em Redes Sociais

Um dos principais atrativos do Facebook para o mercado publicitário está na quantidade de informações que a rede social de Mark Zuckerberg dispões aos anunciantes sobre seus usuários. Isso nunca foi segredo para ninguém, mas aparentemente o cerco está começando a se fechar.

Isso porque no próximo dia 11, Zuckerberg será ouvido em audiência no congresso dos EUA para falar sobre como a rede social administra os dados de seus mais de 2 bilhões de usuários ativos. Executivos de diversas outras companhias que detém dados sensíveis sobre seus usuários também estão sendo chamados para darem esclarecimentos, principalmente se tratando do caso do impacto disso nas eleições presidenciais de 2016.

O momento é bastante delicado para muitas partes. Aos anunciantes que, inevitavelmente verão as extensas possibilidades de segmentação de seus anúncios e também para o mercado como um todo, para saber como isso irá impactar no retorno da mídia digital dentro das campanhas.

Por outro lado, o ponto positivo é que o consumidor destas redes, que pouco podia fazer para se proteger da utilização dos seus dados, passará a ter um controle um pouco maior disso. Algo que já deveria ser realizado desde o início. O próprio Facebook se comprometeu a avisar cada um dos usuários da rede que tiveram seus dados utilizados de maneira incorreta com o caso da Cambridge Analytica e também avisou que nos próximos dias os usuários da rede passarão a encontrar formas mais claras de gerenciar seus dados dentro da plataforma.

Onde tudo isso vai dar ainda é um mistério, mas nós ficaremos sempre ligados para garantir os melhores resultados em nossas campanhas.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar