Google recebe multa recorde por dificultar livre concorrência

 In Tecnologia

Quando se faz um sistema operacional utilizado por cerca de 80% dos donos de smartphones no mundo, fica um pouco resistir a tentação de utilizar a plataforma para promover outros produtos. E é o que o Google tem feito com o Android. O sistema operacional do robozinho verde traz diversos apps da gigante das buscas embarcados já de fábrica. Mas isso pode estar prestes a acabar na Europa.

Isso porque a União Europeia decidiu aplicar uma multa de nada menos do que 4,34 bilhões de euros ao Google, o que daria mais ou menos 19,5 bilhões de reais, por violação das regras de livre concorrência. De acordo com a UE, o Google abusa da sua posição de liderança para garantir sua hegemonia e dificultar o cenário para que os concorrentes possam ter chances de crescer.

A Comissão Europeia ainda decidiu que a companhia deve colocar fim nas práticas que eles consideram ilegais em até 3 meses, sob pena de novas multas que podem chegar a até 5% da média mundial do volume de negócios da Alphabet, empresa criada recentemente para ser gestora do Google.

Esta é a maior multa já imposta pela União Europeia, mas não é a única. No passado, a Microsoft já teve que desembolsar mais de um bilhão de euros por conta de um processo muito semelhante que envolvia a impossibilidade de escolha de um navegador dentro do sistema operacional Windows.

Em sua defesa o Google disse que vai recorrer e que a decisão põe em xeque a estratégia de negócios do Android, que é um sistema operacional livre.

Apesar do valor bilionário, a multa não deve incomodar a companhia, pois representa um pouco mais de duas semanas de receita da Alphabet.

Recommended Posts