Você ainda duvida do retorno do seu investimento no marketing digital?

Home / Marketing / Você ainda duvida do retorno do seu investimento no marketing digital?

Você ainda duvida do retorno do seu investimento no marketing digital?

Ainda há uma certa resistência de alguns à ideia de que as mídias sociais geram retorno. Mesmo com o mercado cada vez mais sinalizando que o mundo digital é o futuro (e o presente) da Comunicação com o consumidor.

Os sinais são claros: a praça já está cheia de agências totalmente especializadas em marketing digital, e muitas marcas grandes investem no online.

Seguem alguns cases de empresas que trabalharam com mídias sociais e tiveram ótimo retorno, seja em termos de ROI (retorno sobre investimento) ou de engajamento de marca:

1. Burberry

A rebuscada marca britânica de moda de luxo estava envelhecida. Mas, graças ao marketing digital, a Burberry resgatou o prestígio de outrora e agora reina no mundo online.

Prova disso é que a marca teve lucro de mais de U$ 800 milhões em 2013, e desde 2002 suas ações na bolsa valorizaram mais de 6 vezes.

Dentre as bem-sucedidas ações digitais praticadas pela Burberry, uma de grande destaque foi a parceria da empresa com a rede social chinesa WeChat, ocorrida em 2014, a partir da qual foi desenvolvido um aplicativo que servia para compartilhar conteúdo personalizado sobre moda aos usuários. Confira aqui: http://bit.ly/OZ36mk

2. IBM

A antiga líder no setor de tecnologia – que já foi considerada a companhia mais valiosa do mundo – hoje em dia ocupa o quarto lugar entre as mais bem avaliadas, com valor de aproximadamente U$ 94 bilhões (de acordo com o ranking BrandZ).

E mesmo ela já experimentou as vantagens financeira do marketing digital: a empresa identificou a necessidade de treinar seu time de vendas internas, e de utilizar mídias sociais para monitorar potenciais clientes.

Após um período de análise de tópicos e assuntos mais comentados pelos potenciais clientes, construção de relacionamento online, e atração de leads aos sites dos vendedores envolvidos no programa de treinamento, as vendas da IBM cresceram 400%.

3. Kellog’s

A marca de alimentos matinais mais famosa do mundo queria promover o seu cereal Krave durante três meses no verão de 2013, no Reino Unido.

Para tanto, eles criaram um perfil da Krave e lançaram a campanha “Tweet When You Eat” (Twite enquanto você come), que estimulava os consumidores a enviarem um tweet da caixa do cereal.

Em troca, eles poderiam ganhar tickets grátis para entrar em um parque de diversão do Reino Unidos que tinha uma atração chamada The Smiler – a ideia era associar a euforia que a atração transmitia aos visitantes com a marca Krave. A ação gerou 76,498 tweets (dos quais 95% foram comentários positivos), e 8% dos participantes diziam consumir a marca à época.

4. Cisco

A Cisco é uma marca californiana de TI que queria fazer uma campanha de lançamento de um novo produto. Ao invés de utilizar os meios tradicionais – como anúncios em jornais (que seriam caros) – a empresa optou por trabalhar a campanha inteiramente online.

E funcionou: eles conseguiram economizar U$ 100.000 na empreitada digital, e as ações custaram 17% do que custariam caso eles tivessem optado pelo meio offline.

5. The Creme Brulee Man

Os food trucks viraram febre por aqui, mas foi nos Estados Unidos onde começou a proliferação. O Creme Brulee Man – marca de food truck de São Francisco – surgiu com a interessante proposta de avisar via Twitter qual será sua próxima localização.

Em apenas um ano, a marca conseguiu acumular 12.000 seguidores na rede social dos 140 caracteres.

 

Recent Posts
O que funciona na propaganda ser criativo ou ser pragmáticoA importância de ter um site que aparece bem em celulares