Projeto expõe expressões preconceituosas e explica por que não usá-las

 In Mercado, Redes Sociais

Muitas expressões de cunho preconceituoso acabaram adentrando ao nosso vocabulário sem que nós percebêssemos, porém, cada vez mais, as pessoas prestam atenção a etimologia das palavras, principalmente se elas estiverem sendo utilizadas na publicidade.

Para auxiliar nessa pesquisa contra termos pejorativos, o projeto “Dicionário Consciente” (@dicionarioconsciente) foi criado no Instagram, mostrando expressões preconceituosas e explicando o porquê de não poder utilizá-las.

View this post on Instagram

#dicionarioconsciente

A post shared by Dicionário Consciente (@dicionarioconsciente) on

Nas imagens é possível acompanhar o termo, juntamente com a problemática, sugestão de substituição e à quem determinada expressão ofende, pois o projeto apresenta casos de nove temáticas, sendo estas: Racistas (Matriz Africanas, Orientais e Indígena), Xenofóbicas, Homofóbicas, Machistas, Masculinidade Tóxica, Gordofóbicas e Pessoas com deficiência, estudos sobre a identificação de pessoas LGBTQIAP+ e a explicação das siglas.

Recentemente, a Bombril passou por um caso que gerou repercussão na Internet após anunciar sua esponja intitulado de “Krespinha”. Tal anúncio recebeu diversas denúncias levando até mesmo ao CONAR, que decidiu solicitar a remoção da propaganda.

É necessário entender que determinados termos não deveriam ser utilizados em nosso vocabulário, mas infelizmente acabaram sendo aderidos ao longo do tempo. Por esse motivo, é preciso se atentar às palavras que utilizamos, não só em conversas interpessoais, como também ao se comunicar com grandes públicos.

Recommended Posts