Tweet dos nuggets mostra o potencial infinito de viralização nas redes sociais

Home / Sem categoria / Tweet dos nuggets mostra o potencial infinito de viralização nas redes sociais

Tweet dos nuggets mostra o potencial infinito de viralização nas redes sociais

De tempos em tempos, algumas pessoas procuram definir o que seria a “fórmula do viral”. A verdade é que tal fórmula não existe, mas os grandes virais que vemos na internet nos ajudam a entender os elementos que geram o efeito cascata. No ano passado, chamou a atenção o caso da youtuber britânica Marina Joyce, que mobilizou pessoas de todo o mundo após supostamente ter sido sequestrada. O caso mais recente, desta vez nos Estados Unidos, é do jovem que viu um tweet despretensioso se tornar o mais compartilhado da história do Twitter. De quebra, ele ganhou um ano de nuggets de graça na rede de fast food Wendy’s.

Entenda o caso

Em abril, Carter Wilkerson – o novo recordista do Twitter – postou uma mensagem direcionada o Wendy’s com a seguinte pergunta: quantos retweets são necessários para eu ganhar um ano de nuggets grátis?

A empresa levou o pedido na brincadeira e respondeu: “18 milhões”.

O jovem aceitou o desafio e compartilhou seu post com amigos para que eles o ajudassem na tarefa aparentemente impossível. Em pouco mais de um mês, o tweet se aproxima dos 4 milhões de compartilhamentos e já superou o antigo post mais viral da história da rede social, a clássica selfie da comediante Ellen de Generis no Oscar 2014.

A rede de fast food reconheceu o incrível feito do garoto e já prometeu que ele terá nuggets ilimitados por um ano.

Por que deu tão certo?

À primeira vista, ninguém poderia supor que um jovem desconhecido conseguiria desbancar uma foto repleta de celebridades publicada em pleno Oscar. Pois bem, mais uma vez a internet mostra que pode nos surpreender seguidas vezes. O caso de Wilkerson tem dois elementos fundamentais: humor e empatia.

O pedido inusitado e a forma positiva como a marca embarcou na brincadeira trazem uma leveza que funciona muito bem no Twitter. Esse bom humor agrada as pessoas e funciona como propulsor viral.

O humor pelo humor, no entanto, não é suficiente. Diariamente somos bombardeados com memes e piadas no Facebook, Twitter, WhatsApp… Mas nem por isso compartilhamos tudo que recebemos. A mensagem do jovem americano tem um diferencial e tanto, ela gera empatia. As pessoas tendem a se identificar com o garoto e sua inocente solicitação. Compartilhar esse tweet é como comprar uma cota de um bilhete dourado do Willy Wonka (guardadas as devidas proporções, é claro. O que são nuggets perto da fantástica fábrica de chocolate?). Mas essa ideia de dar vida ao sonho de um jovem certamente elevou bastante o potencial de viralização.

A empatia, nesse caso, está também na oportunidade que pessoas do mundo todo tiveram de entrar na brincadeira. Ajudar o garoto é tão bacana quanto ser parte de uma tarefa que parecia impossível. Soma-se a isso a adesão de celebridades e outras marcas, que deram uma bela turbinada nos números de Wilkerson.

Lição para as marcas

O sucesso sem precedentes do tweet deixa ensinamentos valiosos para marcas que procuram a todo momento ser assunto nas redes sociais. Twitter, Facebook e outras redes nada mais são do que facilitadores de conexões humanas. Quando a conexão é forte e genuína, a tendência é a viralização. Fica também a lição da própria Wendy’s, que desde o início entrou na brincadeira e se mostrou atenciosa. As marcas precisam falar com as pessoas, já não basta simplesmente dizer quais produtos cada uma tem a oferecer.

O valor está nas relações humanas. Quando as pessoas se mobilizam em torno de uma causa, o céu é o limite. O tweet dos nuggets provou isso.

 

Recent Posts

Leave a Comment

Seguradora inglesaAxe